ORÓS: No próximo dia 6, encontro vai reunir guardadores de experiências populares de chuva

0
445

No próximo dia 6 de janeiro, no sítio  Aroeira, zona rural de Orós, um grupo de agricultores e de incentivadores da cultura popular de observação sobre chuvas mantém viva a tradição. Reunidos sob a sombra de um pé de cajarana, os participantes do encontro trocam experiências e falam sobre a possibilidade ou não de chuva para este ano.

Cada participante traz o seu relato, a sua experiência. O sertanejo depende da chuva para plantar e para ter água de beber e matar a sede dos animais. Depois de seis anos seguidos de chuva abaixo da média, nessa época do ano, os olhos estão voltados para o céu, para as plantas e para a natureza. É tempo de observação e de troca de conhecimento popular entre os agricultores.

No sítio Aroeira, o Encontro dos Guardadores de Experiências Populares de Chuva e de Sementes no Sertão, é realizado sempre no Dia de Reis.

O autor do projeto é o poeta e músico, Zé Vicente, que avisa: “Não é uma reunião de profetas, mas de guardadores de experiências populares, para manter viva a história, o costume do sertanejo, a preservação ambiental. Aqui ninguém se preocupa se erra ou acerta”.

 

Fonte: Diário do Nordeste