Polícia Federal prende Nuzman e seu braço direito na Rio 2016

0
59
A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira, 5, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro e do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, em sua residência em um bairro luxuoso no Leblon, por suspeita de fraude na eleição que definiu o Rio de Janeiro como sede olímpica. Os agentes também prenderam Leonardo Gryner, diretor geral do comitê da Rio 2016 e braço direito de Nuzman.
A ação desta quinta é um desdobramento da Unfair Play, sendo considerada 14ª fase da Lava Jato no Rio de Janeiro. Nuzman é suspeito de intermediar a compra de votos de integrantes do Comitê Olímpico Internacional (COI) para a eleição do Rio como sede da Olimpíada de 2016.
Os agentes da PF e do Ministério Público chegaram à residência de Nuzman por volta das 6h e permanecem dentro da casa. O advogado do presidente do COB, Nélio Machado, esteve presente no local e disse à imprensa que a medida é “dura e não usual”. O mandado de prisão é preventivo, sendo válido por cinco dias.
Fonte: O POVO